17th July 2004
Turbulence Studio Report, Loud

Studio Report
ThanatoSchizO
- Turbulenta Estabilidade -


Click for a larger viewCertamente que muitos terão ficado surpreendidos pelo arrojo de InsomniousNightLift, o trabalho de finais de 2002 do colectivo ThanatoSchizO de Santa Marta de Penaguião. Lentamente e com persistência, esta banda soube não só transpor as barreiras geográficas do Marão – tornando-se num dos primeiros grupos transmontanos no rock nacional – como ultrapassar fronteiras do país e conseguir ver o seu trabalho lançado internacionalmente pela britânica Rage of Achilles. A LOUD! pôde escutar, em primeira mão, Turbulence, o novo disco de ThanatoSchizO e gostou do que ouviu.

Em território nacional mantém-se a ligação à Misdeed Records, que já antes lançara Schizo Level de 2001. Musicalmente, o trabalho de 2002 libertava o grupo do death/doom e lançava-o para horizontes mais vastos, que o crossover de diversos estilos impunha. 2004 vai assistir ao sucessor de InsomniousNightLift e a LOUD! foi acompanhando o processo de gravação desde Dezembro de 2003 nos Rec’n’Roll Studios no Porto com Luís Barros a tomar conta da produção, como já é habitual. Ao longo das semanas que se seguiram – a produção, a gravação e pós-produção prolongaram-se de Novembro a Abril – o colectivo foi dando conta das suas actividades através de um diário publicado na Internet e assim se foram conhecendo algumas peripécias bem como o alinhamentos final do disco: Sweet Suicidal Serenade, Traces, Soured Memory, inExistence, Untiring Harbour, Freedom Subways e Void são, assim, as sete faixas que compõem este disco que após a gravação ainda “voou” para a Alemanha, onde foi masterizado pelo conhecido Tommy Newton [Helloween, Tarantula, Oratory...] que assim contribuiu para que esta produção tenha um cunho ainda mais internacional.
O facto de a formação do colectivo – Eduardo Paulo [voz e guitarras], Patrícia Rodrigues [voz], Guilhermino Martins [guitarras e samples], Miguel Ângelo [baixo], Filipe Miguel [teclas] e Paulo Adelino [bateria] – estar estabilizada reflecte-se bastante no trabalho final, já que os músicos não só evoluíram pessoalmente – a vocalista Patrícia participa em mais temas neste disco, assim como o seu colega Eduardo não só apresenta por vezes uma voz mais clara e toca guitarra – libertando Guilhermino para os excelentes solos que aqui, tal como no anterior, pontuam a música de ThanatoSchizO – como também é dos maiores responsáveis pelas letras.
Fruto de experiência na estrada – os mais atentos terão notado que ThanatoSchizO foi um dos nomes mais presentes em cartazes ao longo de 2003 – ou da evolução do colectivo, a secção rítmica surge mais coesa e forte, sendo logo um dos factores que mais se nota na primeira audição de um disco que em alguns momentos é mais rápido que o anterior e que se apresenta também mais pesado e até mais “orelhudo”, neste último caso “fruto de ser já o terceiro disco” como referiu o guitarrista Guilhermino à LOUD!, quando juntamente com Filipe e Miguel nos permitiu uma escuta em primeiríssima mão de Turbulence.
Sweet Suicidal Serenade oferece-nos uma entrada rápida no disco, servida de uma vocalização gutural e uma boa malha de guitarra que nos conduz a uma parte mais “mid tempo” do disco, de onde evolui a voz feminina de Patrícia, naquilo que é um bom exemplo da variedade oferecida ao longo de um trabalho que, se por um lado acompanha a fusão de vários estilos que se notara em InsomniousNightLift, por outro lado rompe com a direcção mais suave do referido trabalho, assumindo uma toada mais pesada e até mais rápida. Sem abandonar as componentes death, este disco é talvez o mais rock que o sexteto produziu até hoje. Freedom Subways é a faixa escolhida para single e também uma das nossas preferidas, sendo um tema dinâmico e com um excelente trabalho de bateria. O mesmo acontece na faixa Soured Memory, que ainda reforça mais o duelo vocal de Patrícia com os restantes instrumentistas. Void é outra das excelentes peças deste disco, também uma das mais longas, culminando assim uma obra que sem dúvida será das mais importantes no panorama nacional de 2004.
A edição portuguesa de Turbulence estará, mais uma vez, a cargo da Misdeed Records e está planeada para este Verão, antecedendo uma edição internacional que se prevê ser novamente pela Rage of Achilles. A primeira edição nacional terá um carácter especial, apropriado a coleccionadores, já que Turbulence será editado em formato “digipack” com inclusão de uma faixa multimédia que não só reúne fotos em estúdio, como um pequeno “homemovie” de nove minutos de duração sobre as gravações, que os fãs puderam durante algum tempo acompanhar na net através do site do grupo – www.thanatoschizo.com -, sendo desta forma a edição nacional deste disco diferente da internacional e uma das mais ricas até ao momento no panorama musical das edições heavy metal. Os mais curiosos podem já ir apreciando o trabalho através da faixa Freedom Subways que já se encontra em formato mp3 no site do grupo.

Emanuel Ferreira
5 CDs + 1 EP + T-shirt
€50.00 / $65.00
Size:
Qty: