Press - Reviews
09th May 2011
Origami review, Whiplash.net

ThanatoSchizO
Origami
CD, Major Label Industries, 2011

Ainda que desconhecido em várias nações, o ThanatoSchizO - ou simplesmente TSO - está se revelando um nome bastante atuante em seu país de origem, Portugal. A banda foi formada em 2001 e transmutou em muito sua música, indo inicialmente de uma fusão de Death, Doom e Rock Progressivo, para atualmente abolir praticamente toda a antiga distorção e se focar em um patamar mais emocional em seu mais novo registro, “Origami".

E este quinto álbum de estúdio é marcado pela saída do vocalista, guitarrista e fundador Eduardo Paulo, que optou por se concentrar nas artes plásticas. Em função disso, praticamente todas as vozes foram assumidas por Patrícia Rodrigues, o que, somado ao fato de a banda usar sua criatividade para compor canções bem acessíveis e com uma abrangência tão mais ampla, faz com que os portugueses se esquivem facilmente dos rótulos tão em voga atualmente.

Com uma seção instrumental flexível, cada músico desempenha um papel significativo para determinar o ambiente adequado, construindo o repertório de forma inteligente e enfeitando-o generosamente com uma saudável melancolia que permeia toda a audição. Há várias ocasiões refrescantes, mas por ora este escriba tem predileção especial pela viajante "RAWoid" e "(Un)bearable Certainty", esta última gravada originalmente para o disco "Zoom Code" (08) e reinterpretada para esta ocasião.

Gravado pelo guitarrista Guilhermino Martins no Teatro da Vila Real e Blind & Lost Studios, e masterizado por Mika Jussila no estúdio finlandês Finnvox (Amorphis, Angra, Doro), "Origami" possui um áudio bastante limpo. Ok, este lançamento poderá ser uma fonte de desdém ao público que possui um horizonte musical fechado, mas serão aqueles que apreciam a liberdade criativa de bandas como The Gathering os maiores beneficiados pelos atrativos da atual fase do ThanatoSchizO.

[7/10]
Ben Ami Scopinho
5 CDs + 1 EP + T-shirt
€50.00 / $65.00
Size:
Qty: