Press - Reviews
21st May 2008
Zoom Code review, ÐÆΜΟΠΙ∨Μ

Thanatoschizo
Zoom Code
CD, My Kingdom Music, 2008


Para aqueles que seguem desde o início a carreira da banda de Santa Marta de Penaguião devem crer, tal como nós, que "InsomniousNightLift" foi o registo mais marcante que os ThanatoSchizO conseguiram. Nem tanto pela componente musical, porque nesse campo o disco encontra-se ultrapassado pelas criações posteriores que o grupo nos concedeu. Falo da viragem que esse disco acarretou e que se sente neste "Zoom Code", arriscando mesmo a dizer que o sufixo Schizo perde cada vez mais utilidade na concepção e no enquadramento dos temas em que os ThanatoSchizO se inscrevem. Agora a mistura de influências é feita de forma mais ponderada, mais direccionada, sublinhando este último adjectivo. E com isso ganha a sua música, ganha a banda e, porque não dizê-lo, os ouvintes que sentem que os seus ouvidos têm outro nexo. A isto não será estranho uma postura mais progressiva, pelo menos mais assumida nesse campo; depois outros elementos têm contribuído para estas conclusões apresentadas. Falo das vozes, pois por mais que Eduardo Paulo me traga à memória Mike Akerfeldt, "Zoom Code" tem o que de melhor a sua voz já deu, aplicando-se o mesmo a Patrícia Rodrigues ( excepto na analogia feita ao vocalista de Opeth como é óbvio). Mas desta vez os ThanatoSchizO foram mais longe, ao adicionar participações de Timb Harris (Estradasphere) e António Pereira que em nada são estranhas ao som do grupo mas, repetindo a ideia, sendo feitas de maneira mais ponderada, admitimos outro sentido a esses elementos. Falta falar dos temas preferidos, e, entre eles, os mais directos como "Nothing As it Seems". Como mencionei na entrevista...e se os ThanatoSchizO começassem agora?

- Mediocre - Insuficiente - Suficiente - Bom - Muito Bom - Excelente -

Hugo Guerreiro
5 CDs + 1 EP + T-shirt
€50.00 / $65.00
Size:
Qty: